Blog Archive

Wednesday, February 3, 2010

Rosa Lobato de Faria 1932 - 2010

Quem me quiser há-de saber as conchas
a cantiga dos búzios e do mar.
Quem me quiser há-de saber as ondas
e a verde tentação de naufragar.

Quem me quiser há-de saber as fontes,
a laranjeira em flor, a cor do feno,
a saudade lilás que há nos poentes,
o cheiro de maçãs que há no inverno.

Quem me quiser há-de saber a chuva
que põe colares de pérolas nos ombros
há-de saber os beijos e as uvas
há-de saber as asas e os pombos.

Quem me quiser há-de saber os medos
que passam nos abismos infinitos
a nudez clamorosa dos meus dedos
o salmo penitente dos meus gritos.

Quem me quiser há-de saber a espuma
em que sou turbilhão, subitamente
- Ou então não saber coisa nenhuma
e embalar-me ao peito, simplesmente.

...a uma mulher escritora e actriz,
que deixou um legado importante à cultura portuguesa, prestamos a nossa homenagem.


“(…) Poetisa e romancista Rosa Lobato de Faria nasceu em Lisboa a 20 de Abril de 1932. "Poemas escolhidos e dispersos", das edições ASA, compila os principais poemas da escritora, que publicou o seu primeiro romance em 1995, "O Pranto de Lúcifer". Seguiram-se "Os Pássaros de Seda" (1996), "Os Três Casamentos de Camila S." (1997), "Romance de Cordélia" (1998), "O Prenúncio das Águas" (que ganhou o prémio Máxima de Literatura em 2000), "A Trança de Inês" (2001), "O Sétimo Véu" (2003), "Os Linhos da Avó" (2004), "A Flor do Sal" (2005), "A Alma Trocada" (2007), "A Estrela de Gonçalo Enes" (2007) e "As Esquinas do Tempo" (2008). Escreveu, também, vários livros infantis. Os seus dois primeiros romances foram publicados na Alemanha e "O Prenúncio das Águas" foi publicado em França. Para o teatro, escreveu as peças "A Hora do Gato", "Sete Anos - Esquemas de um Casamento" e "A Severa".
Rosa Lobato de Faria estreou-se como locutora na RTP nos anos 60. Ficou conhecida do grande público pela sua participação, como actriz, na primeira telenovela portuguesa, "Vila Faia", em 1982, onde interpretava a personagem de Beatriz Marques Vila. No cinema, sob a direcção de João Botelho, participou no filme "Tráfico" (1998) e "A Mulher que Acreditava ser Presidente dos EUA". Entrou em dois filmes de Lauro António: "Paisagem sem Barcos" (1983) e "O Vestido Cor de Fogo" (1986).
Apresentou os programas televisivos "Cartas de Amor" e "Chá das Cinco".
A par de José Carlos Ary dos Santos, Rosa Lobato Faria foi a letrista com mais sucesso no Festival RTP da Canção, tendo obtido quatro vezes o primeiro lugar com "Amor de Água Fresca" (interpretado, em 1992, pela cantora Dina), "Chamar a Música" (interpretada em 1994 por Sara Tavares), "Baunilha e Chocolate" (cantada por Tó Cruz, em 1995), "Antes do Adeus (na voz de Celia Lawson, em 1997).”

In Diário de Notícias, 02/02/ 2010

No comments: